Anuncie no Artigo Científico
MEU CADASTRO      
Artigos - Artigo Científico
Envie um Artigo
Busca avançada
Categorias
Últimos artigos enviados
Artigos mais procurados
Artigos - Artigo Científico
Pesquisadores - Artigo Científico
Busca avançada
Últimos cadastrados
Mais procurados
Pesquisadores - Artigo Científico
Quem - Artigo Científico
Sobre o WebSite
Como Participar
Quem - Artigo Científico
Canal Científico - Artigo Científico
Cadastre-se
Envie um Artigo
Canal Científico - Artigo Científico
Publicidade - Artigo Científico
Como Apoiar
Publicidade
Divulgue nosso WebSite
Publicidade - Artigo Científico
Faleconosco - Artigo Científico
Dados Físicos
E-mail
Contato Direto
Administração
Faleconosco - Artigo Científico
Ajuda - Artigo Científico
Perguntas freqüentes
Ajuda - Artigo Científico
 
PALAVRA-CHAVE ÁREA DE CONHECIMENTO  
 BUSCA AVANÇADA

 
Genótipo DD da enzima conversora de angiotensina (ECA): relação com trombose venosa
Angiotensin converting enzyme (ACE) DD genotype: relationship with venous thrombosis
AUTORES
[ MUNHOZ, Terezinha P. ]
[ SCHEIBE, Rosane M. ]
[ SCHMITT, Virgínia M. ]
CATEGORIA
Ciências da Saúde
[ Medicina ]
PUBLICIDADE
RESUMO
O troemboembolismo venoso (TEV) é uma doença multifatorial associada com fatores de risco adquiridos e hereditários. Vários polimorfismos, tais como fator V de Leiden, mutação G20210A da protrombina e as deficiências de proteína C, proteína S e anti-trombina são considerados fatores de risco para TEV. A enzima conversora da angiotensina (ECA) afeta a hemostasia diminuindo a fibrinólise. O polimorfismo no gene da ECA, caracterizado pela inserção/deleção de um fragmento de 287 pb no intron16, está relacionado a variações nos níveis séricos da enzima. O genótipo DD foi associado com aumento de risco para TEV. Este estudo examinou a freqüência dos alelos I e D e a sua associação com trombose venosa em um grupo de indivíduos do Sul do Brasil. Foram analisados 71 pacientes com trombose venosa profunda e/ou tromboembolismo pulmonar e 71 indivíduos sem história de trombose. A genotipagem foi realizada através da reação em cadeia da polimerase. As freqüências do alelo D e do genótipo DD foram, respectivamente, 51,4% e 22,5% para os pacientes, e 64,7% e 45,0% para os controles. A razão de chance (odds ratio = OR) para a hipótese dominante (genótipos DD+ID versus genótipo II) foi 0,75 (IC 95%; 0,29-1,93) e a OR para a hipótese recessiva (genótipo DD versus genótipos ID+II) foi 0,35 (IC 95%; 0,16-0,78). Concluindo, nossos resultados sugerem que o genótipo DD não representa um fator de risco para TEV e pode exercer um efeito protetor para trombose venosa.
RESUME
Venous thromboembolism is a common multifactorial disease associated with acquired and inherited predisposing factors. Several polymorphisms, e.g. factor V Leiden, factor II G20210A and deficiency of antithrombin, protein C and protein S, have been associated with venous thromboembolism. Angiotensin converting-enzyme affects hemostasis by decreasing fibrinolysis. Angiotensin converting-enzyme gene polymorphism, a 287 pb insertion/deletion at introns 16, is related to variations in enzyme serum levels. The DD genotype has been associated with increased risk for venous thrombosis. This study examined the frequency of the angiotensin converting-enzyme alleles I and D and their association with venous thrombosis in a group of individuals from the south of Brazil. Seventy-one patients with deep venous thrombosis and/or pulmonary thromboembolism and 71 healthy individuals were analysed in a case-control study. The angiotensin converting-enzyme ID genotyping was performed by polymerase chain reaction. The frequencies of the D allele and DD genotype were, respectively, 51.4% and 22.5% for patients, and 64.7% and 45.0% for controls. The Odds Ratio for the dominant hypothesis (DD+ID versus II genotypes) was 0. 75 (CI 95%; 0.29-1.93) and the Odds Ratio for recessive hypothesis (DD versus ID+II) was 0.35 (CI 95%; 0.16-0.78). In conclusion, our results indicate a protective effect of the angiotensin converting-enzyme DD genotype on venous thromboembolism.

DOWNLOAD DO ARTIGO
v27n2a06.pdf
 
Seu comentário será analisado pela administração do Artigo Científico.
 


© 2006 Artigo Científico. Todos os direitos reservados. ePrimer    

NaVista WebSites